Outros Recursos Online

Esta página reúne recursos digitais úteis à presente pesquisa.

Inclui ligações para uma série de fontes em linha, desde arquivos digitais e repositórios de colecções digitais de fotografia afectas ao caso colonial português, e em particular no caso de Angola, ou para projectos fotográficos inspiradores. 

Assinala-se quando os conteúdos estão em inglês (ING).

Arquivos Digitais

  • Africa through a lens: aborda fotografias afectas a um período superior a 100 anos da história de África, nomeadamente, no âmbito do império colonial britânico. Uma iniciativa dos Arquivos Nacionais do Reino Unido. (ING)
  • African Activist Archive Project, arquivo online com mais de 10,000 items tais como fotografias, relativas a movimentos activistas nos Estados Unidos de apoio à luta de populações africanas contra o colonialismo, o apartheid e a injustiça social desde a década de 1950 até à década de 1990. (ING)
  • Arquivo Científico Tropical: plataforma digital do antigo Instituto de Investigação Científica Tropical, instituição portuguesa dedicada ao conhecimento tropical.
  • Fundo fotográfico da Agência Geral do Ultramar. O Arquivo Nacional da Torre do Tombo em Portugal guarda um fundo fotográfico criado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros em 1924, com imagens datadas entre 1928 e 1966. O fundo inclui fotografias de Angola, bem como de populações rurais.  
  • Diamang Digital: materiais documentais, fotográficos e fonográficos da ex-Diamang, Companhia de Diamantes de Angola, que se situava na região do nordeste. O arquivo está à guarda da Universidade de Coimbra.
  • IMPA: The International Mission Photography Archive dá acesso a imagens históricas provenientes de colecções de missionários protestantes e católicos em Inglaterra, na Noruega, Alemanha, França, Suíça, e nos Estados Unidos. O sitio virtual é uma iniciativa da Universidade do Sul da Califórnia. (ING)
  • Imprensa Colonial em português – Angola: imprensa digitalizada, editada em Angola no período colonial, no arquivo digital de PUCRS, NUPECC, Brasil.
  • Memórias de África e do Oriente: base de dados bibliográfica, com acesso em linha a publicações digitalizadas relacionadas com o empreendimento colonial português.

Fotografia e Colecções Digitais

  • Fotografias de populações indígenas e paisagens de Angola do período colonial, colecção digital do arquivo pessoal de Jaime de Morais (início do século XX), sediado na Casa Comum, Fundação Mário Soares.
  • Imagens das colónias portuguesas de Moçambique, Angola, Cabo Verde, São Tomé, Guiné, Timor, Macau e Índia: Agência Geral do Ultramar 1926-1966, Arquivo Nacional da Torre do Tombo.
  • Museu AfroDigital – Rio de Janeiro é uma colecção digital e também uma plataforma que reúne exposições virtuais de práticas de afro-descendentes.
  • Postais de Angola e fotografias de populações indígenas (década de 1940), do fundo fotográfico de Artur E. de Castro Soromenho disponível em linha.
  • The African Studies Collection, colecção digital gerida pelo Centro de Estudos Africano da Universidade da Flórida. Inclui, entre outros materiais, uma colecção fotográfica do início da década de 1970 do Ruanda do fotógrafo de vida selvagem, Bob Campbell. (ING)

Fotografia e outros Projectos Online

  • Angola: África em livros de fotografia: website com álbuns de fotografia relacionados com África, e com países africanos. (ING)
  • AWA: la revue de la femme noire:  versão digitalizada de uma das primeiras revistas femininas independentes. Produzida no Dakar, Senegal por uma rede de mulheres africanas entre 1964 e 1973. (ING)
  • Conhecimento e Visão website de um projecto de pesquisa em torno de arquivos e museus coloniais portugueses (1850 – 1950).
  • [Re:]Entanglements: website do projecto ‘Museum Affordances’ que dialoga com o arquivo etnográfico colonial do antropólogo Northcote W. Thomas. (ING)
  • Secção de fotografia do projecto Comércio de Escravos e Escravatura iniciado pela UNESCO em 1999 e desenvolvido pela Biblioteca Nacional do Brasil.
  • Visualizar Portugal: O Estado Novo. Website onde o Estado Novo português(1933-1974) é encarado a partir de materiais históricos visuais. Desenvolvido pela Fundação Calouste Gulbenkian Foundation e pelo MIT Visualizing Cultures.

Os links relacionados com os casos de estudos particularmente afectos à presente pesquisa encontram-se em “sources”.